01-01-1970

MPF alega irregularidades na correção do 30º Exame de Ordem da OAB

O MPF propôs ACP, na JF/DF, na qual alega que ocorreram irregularidades na correção do 30º Exame da OAB. O parquet pede a elaboração de novo espelho de prova de Direito Constitucional e a anulação de questão de Direito do Trabalho.

Em documento assinado pelo procurador da República, Paulo Roberto Galvão de Carvalho, o MPF afirma que recebeu representação segundo a qual o certame foi objeto de inúmeras críticas em razão de questões mal formuladas e erros grosseiros constantes nas provas práticas de Direito Constitucional e de Direito do Trabalho, que foram realizadas em 2019.

 

Segundo o MPF, após a interposição de recursos pelos candidatos prejudicados, a banca examinadora não alterou os espelhos de correção e o CFOAB não interveio na situação.

 

O parquet sustenta que, conforme a comissão de examinandos da segunda fase do exame, aproximadamente 7 mil candidatos teriam sido induzidos a erro nas referidas provas.

 

Créditos: Jornaljurid 

Link :jornaljurid.com.br/noticias/mpf-alega-irregularidades-na-correcao-do-30o-exame-de-ordem-da-oab

 

Vacaria/Rs, 28 de janeiro de 2020.

 

Wagner de Andrade Frozi

OAB/RS n.º 71.705

 

 

Deixe a sua opinião

Seu endereço de e-mail não será divulgado. Campos com * são obrigatórios.
Enviar WhatsApp Inicie uma conversa por WhatsApp